Home
Videos
Edições impressas
Jornais anteriores
Contato
Sobre nós
Bautista Vidal, uma vida dedicada à luta inacabada pela soberania nacional
09 de abril de 2013 Notícias
Recomende essa matéria pelo WhatsApp
Professor Bautista Vidal

José Walter Bautista Vidal, foi um cientista e professor, físico brasileiro de renome internacional, ex-professor da Universidade Federal da Bahia, da Universidade de Brasília que, juntamente com Urbano Ernesto Stumpf (1916-1998), foi o idealizador do motor à álcool. Escritor talentoso, conferencista brilhante, Bautista Vidal foi autor de 12 livros, dentre eles se destacam: “De Estado Servil à Nação Soberana”, “Civilização Solitária dos Trópicos”, Soberania e Dignidade, “Raízes da Sobrevivência”, “O Poder dos Trópicos”, “O Esfacelamento da Nação”,  A Reconquista do Brasil”, “Dialética dos Trópicos” . Apaixonado pelo Brasil, pela sua cultura, sua história e pelo o seu povo, Bautista Vidal escreveu, em parceria com Gilberto Felisberto Vasconcelos, um pungente livro intitulado “Petrobrás – um clarão na história”, no qual homenageia a obra do ex-presidente Getúlio Vargas e sustenta o enorme potencial brasileiro para transformar-se numa Nação desenvolvida, justa, generosa. “Não existe razão para que exista uma única pessoa pobre no Brasil”, costumava argumentar.

Seu último livro, “A Economia dos Trópicos” é uma crítica contundente ao pensamento da Cepal, tomando posição em defesa de um desenvolvimento autônomo e soberano dos países semi-coloniais a partir de uma ruptura com o sistema de dominação internacional, baseado no que ele chamou de “Tirania vídeo-financeira”. Grande parte de sua obra é um relato da experiência do tempo em que fez parte do governo como principal mentor do Pro-Alcool, quando ocupou o cargo de Secretário de Tecnologia Industrial, junto ao Ministro Severo Gomes, tendo impulsionado a formação e a desenvolvimento de centenas de centros tecnológicos, a formação de quadros e uma visão estratégica sobre o potencial brasileiro a partir da energia da biomassa e também da alcoolquímica, sistema que, segundo sustentou, deverá substituir com inúmeras vantagens, entre elas a ambiental, a economia da petroquímica.

Seus livros são leitura obrigatória para quem quer entender mais sobre a Economia Brasileira, sobre o Jogo do Poder Energético mundial e as razões da nossa dependência tecnológica, advogando serem os trópicos a região mais adequada e insuperável para a produção de combustíveis renováveis, tema que o levou a ter largos encontros com o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, a quem sugeriu a formação de uma ferramenta de estado capaz planejar, articular e organizar o desenvolvimento da energia renovável. Pouco tempo depois é criada a Petrobrás Biocombustíveis, mas o professor Vidal sempre argumentou ser necessária uma estrutura independente da Petrobrás, sustentando que há um cultura petroleiro dominante que inibe e sabota o rápido desenvolvimento das energias renováveis, entre as quais a da biomassa. Ele defendeu com insistência uma Empresa Brasileira de Energias Renováveis, a cuja ideia aderiram vários intelectuais, cientistas e políticos brasileiros que conformaram a chamada “Campanha a Agro-energia é Nossa!”, cujo eixo central tem sido a defesa da produção social do combustível do álcool, através de micro-destilarias ativadas pela pequena e média agricultura familiar, com o subsídio essencial do estado, com metas a estimular a produção descentralizada e o auto-abastecimento dos centros urbanos e rurais; defendeu incansavelmente este projeto alternativo, de pouco interesse dos grandes agronegócios multinacionais que lamentavelmente continuam ocupando vasto território geográfico e político no cenário nacional.

Bautista Vidal foi constantemente convidado para proferir palestras nos mais renomados centros científicos internacionais, nas quais discorria com uma eloqüência que causava admiração acerca dos limites e problemas produzidos pela economia petroleira, com ramificações , como alertava, nos sistemas financeiros, midiáticos e, especialmente, militar, sendo atualmente o principal fator das mais recentes guerras, sobretudo pela enorme dependência das potências imperialistas do petróleo produzido pelos países não desenvolvidos.

Uma das inumeráveis qualidades do professor Bautista Vidal revelava-se em sua inteligente e sistemática crítica ao sistema midiático dominante, desenvolvendo o conceito de “tirania vídeo-financeira” e, participando nas lutas pela democratização dos meios de comunicação. Denunciou com coragem ímpar a manipulação midiática por parte das potências imperiais em torno de uma suposta guerra ao terrorismo, usada, como encobrimento de uma verdadeira guerra de rapina pelos recursos energéticos de outros povos.

Foi grande admirador da revolução bolivariana da Venezuela, onde teve conversação privilegiada e direta com Hugo Chávez. Defensor das políticas de integração da América Latina, chegou a idealizar uma espécie de OPEP Verde.

Crítico implacável do neoliberalismo, da devastação dos meios produtivos nacionais, do entreguismo do patrimônio público brasileiro, Bautista Vidal, lutou incansavelmente contra a privatização da Cia Vale do Rio Doce, qualificando aquela operação como um “crime de lesa pátria”, razão que o levou a ingressar com Representação na Procuradoria da Justiça Militar contra o Ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso, acusando-o de alienar território nacional, seu subsolo, o que possui grave tipificação nos códigos militares e também na Constituição Federal.

O Jornal Revolução Socialista rende a mais sentida homenagem a este grande brasileiro que, nacionalista e revolucionário, como Darcy Ribeiro, faleceu no dia 1 de junho e que nos deixa um grande legado e uma grande tarefa: a de transformar este país no seu sonho: um país justo, desenvolvido para todos, generoso com todos os povos e uma alavanca para um novo padrão solidário de civilização.

 

2 de junho de 2013

Editores do Jornal Revolução Socialista


{Acessos: 346}
Recomende essa matéria pelo WhatsApp


Faça seu Comentário



Comentários
Nenhum comentário para esse conteúdo.
EDITORIAL:

Todo apoio a Lula que não se rende e registra sua candidatura neste 15 de agosto
Somente o povo mobilizado pode dar impulso à paralisia das instituições democráticas. Não só Lula Livre, mas Lula Presidente, requer um verdadeiro levante popular com ampla difusão nas TVs e rádios comunitárias, estendendo uma verdadeira Rede da Legalidade. Todos a Brasília, no dia 15 de agosto!
Receba nossa newsletter

Videos recentes
Suplementos Especiais
Links Recomendados
Matérias recentes
Noticias recentes
Batalhas de Ideias
Comunicação
Ganma Hispan TV Press TV Russia Today TeleSUR
Palavras-chave
J. Posadas - Obras publicadas
Leituras sugeridas
A FUNÇÃO HISTÓRICA DAS INTERNACIONAIS Del Nacionalismo Revolucionario al Socialismo Iran - El proceso permanente de la revolucion Iran - El proceso permanente de la revolucion La musica, El Canto, La Lucha Por el Socialismo
Desenvolvido por Mosaic Web
Recomendar essa matéria: