Home
Videos
Edições impressas
Jornais anteriores
Contato
Sobre nós
Carta de protesto de um jornalista à EBC
09 de março de 2016 Batalha de Ideias
Recomende essa matéria pelo WhatsApp

Carta dirigida à Ouvidoria da EBC (Empresa Brasil de Comunicação)

 

Prezados Senhores:

com indignação, ouvi ontem no Repórter Brasil das 7 da manhã, matéria de abertura do repórter Vítor Pereira (creio ser este o nome) sobre a viagem da Presidenta Dilma a São Paulo para prestar solidariedade ao ex-Presidente Lula. Nesta foi apresentada somente a versão dos críticos e inimigos do ex-presidente e partidários do impeachment da Presidenta, com entrevista a dois notórios expoentes da oposição, um dos que me lembro foi notório oligarca Caiado, em que fazem cáusticos comentários sem qualquer fundamento, insultando tanto a Presidenta quanto o próprio Lula.

ERA OBRIGATÓRIO NAS CIRCUNSTÂNCIAS PELO MENOS OUVIR AS DUAS PARTES, em igual proporção. Lembro que a EBC foi criada pelo Presidente Lula para oferecer aos brasileiros um espaço de verdadeira informação e independência jornalística, com critérios profissionais rigorosos.

Não é preciso dizer que hoje vivemos no país uma ditadura midiática em que os monopólios privados da mídia e suas famílias agem de modo inconstitucional e ilegal, manipulando a opinião pública, desinformando, caluniando sem possibilidade de defesa, sem qualquer "par conditio", sem contraditório, e pior, agindo como partidos políticos com o privilégio de dispor de tempo integral de transmissão, mobilizando e conclamando as praças, cobrindo e amplificando as manifestações opositoras, interferindo em investigações judiciais e pressionando o judiciário pelo escândalo e pelo denuncismo, divulgando vazamentos ilegais e seletivos que nada têm a ver com a ética jornalística nem muito menos com a atuação imparcial da justiça, verdadeiros linchamentos públicos que jamais serão apagados da memória popular, reiterados e repetidos "ad nauseum" em todos os horários e veículos, num verdadeiro processo desestabilizador e de terrorismo midiático, provocando divisão e ódio no país, que está sendo conduzido, sem possibilidade de reação, à guerra civil e aos enfrentamentos sanguinários que levaram ao caos países como a Líbia e a Síria.

É isso que queremos para o Brasil? A EBC vai entrar nesta onda crescente, incontrolável, de histeria e mentiras? Ou vai fazer o contraponto e mostrar e lembrar aos brasileiros que "outra mídia é possível", seguindo os ditados constitucionais desde sempre desrespeitados?

Devo dizer que nem todo o trabalho da EBC em outros meios tem sido assim, esta é uma denúncia pontual, mas devo dizer que vivemos num momento histórico traumático, terrível para o futuro dos brasileiros, e que a EBC pode ser a última esperança de que possa existir uma imprensa pública imparcial, magnânima com a variedade de opiniões, informadora e formadora, que faça o verdadeiro debate sobre o que está em jogo no Brasil, o seu futuro, e não cair na esparrela do justicialismo fácil e do linchamento midiático, que nada de bom vai trazer ao país, senão ódio secular, mortes e desagregação.

MAIS QUE NUNCA O TRABALHO DOS BONS JORNALISTAS É REQUERIDO, quando as equipes da Globo, Bandeirantes, Record, arvoram-se em juízes, fazem comentários, chacotas, reprovações ou aprovações ao que lhes parece, em qualquer momento e circunstância, sobre qualquer tema que se lhes pareça, sem pudor, tal como Gurus, tal como torcidas organizadas, tal como pregadores e pastores, com advertências, ameaças, chamados, como se Deuses fossem!!!

Tudo isso junto com o enorme poder de fogo da dramaturgia sapientemente (ou sadicamente) utilizada, das imagens, da tempestividade do seu enorme exército de funcionários e aparato quase militar de retransmissores, helicópteros, jatinhos, recursos infinitos, aliados às forças obscuras da Polícia Federal e do aparato judiciário, violando todas as regras do bom jornalismo, da decência pública e para fins inconfessáveis.

O dano que um meio de informação usado com malignidade pode fazer pode ser irreparável. Nós cidadãos não temos como controlar todo este fluxo enorme e onipresente de calúnias e agressões, entrando nas nossas casas, nas imagens, nos nossos ouvidos, nas nossas casas e desagregando famílias, deformando os nossos filhos, neste mundo midiático sufocante.

A EBC pode entrar para a história "falando da mídia", como ela é, e enfrentando com coragem o que as pessoas SEQUER PERCEBEM COMO PROBLEMA, salvo alguns iluminados e militantes da comunicação democrática. Porque da novela ao esporte, do seriado ao entretenimento, a mídia comercial forma um todo que absorve consciências, costumes, visão de mundo, em suma, o imaginário já está capturado pela natureza totalizante da mídia, e se se agrega a isso o fator da MANIPULAÇÃO POLÍTICA, estamos perdidos,estamos NO FASCISMO, ESTAMOS NUMA IMENSA "MATRIX" sem que ninguém perceba o que está ocorrendo.

Sei que o tema acima é mais abrangente, mas o "detalhe" de um noticiário que comete um erro permite entrever um "todo" que arrisca derrubar o trabalho de todos os bons profissionais que constituem a EBC e o seu justo lugar na história da boa informação neste país.

Atenciosamente,

Iraê Sassi

09/03/2016

 


{Acessos: 369}
Recomende essa matéria pelo WhatsApp


Faça seu Comentário



Comentários
Nenhum comentário para esse conteúdo.
EDITORIAL:

Todo apoio a Lula que não se rende e registra sua candidatura neste 15 de agosto
Somente o povo mobilizado pode dar impulso à paralisia das instituições democráticas. Não só Lula Livre, mas Lula Presidente, requer um verdadeiro levante popular com ampla difusão nas TVs e rádios comunitárias, estendendo uma verdadeira Rede da Legalidade. Todos a Brasília, no dia 15 de agosto!
Receba nossa newsletter

Videos recentes
Suplementos Especiais
Links Recomendados
Matérias recentes
Noticias recentes
Batalhas de Ideias
Comunicação
Ganma Hispan TV Press TV Russia Today TeleSUR
Palavras-chave
J. Posadas - Obras publicadas
Leituras sugeridas
A FUNÇÃO HISTÓRICA DAS INTERNACIONAIS Del Nacionalismo Revolucionario al Socialismo Iran - El proceso permanente de la revolucion Iran - El proceso permanente de la revolucion La musica, El Canto, La Lucha Por el Socialismo
Desenvolvido por Mosaic Web
Recomendar essa matéria: