Home
Videos
Edições impressas
Jornais anteriores
Contato
Sobre nós
Descentralização da produção de etanol por micro-destilarias faria bem ao país
31 de julho de 2018 Artigos
Recomende essa matéria pelo WhatsApp

Ter em abundância um combustível renovável e limpo é para poucos países do mundo. Pois bem, o Brasil é um destes países. Produz 26 bilhões de litros de etanol por ano. E a partir da matéria prima com maior produtividade por hectare/etanol do mundo, a cana-de-açúcar. E ainda por cima, com capacidade de limpar o meio ambiente retirando gás carbônico e ao ser usado não emitir poluente. Além disso, a adição de etanol ajuda a limpar a gasolina.

Isto é pouca coisa? Não é, mas parece que não utilizamos estas vantagens a nosso favor. Em primeiro lugar porque transferimos estas vantagens para as mãos de empresas estrangeiras pois até o ano 2000 praticamente o setor era de domínio nacional. Hoje, praticamente 85% do setor sucroalcooleiro está sobre controle de empresas transnacionais dos setores de petróleo e do agronegócio. É um modelo de produção extremamente concentrado em grandes plantios e regiões.

Mas quem produz cachaça produz etanol. Estudos das mais diversas matrizes já pro- varam ser perfeitamente viável econômica e ambientalmente a produção do etanol em peque- nas propriedades. Cada um dos mais de 5 mil municípios brasileiros pode suprir parte significativa do seu consumo de combustível produzindo etanol e gerando milhares de empregos na construção de micro-destilaria e no plantio de cana-de-açú- car. Além disso, em situações como a greve dos caminhoneiros, muitas cidades estariam minimamente abastecidas se produzissem etanol.

Se isto é tão viável, porque não se faz? Em primeiro lugar porque estamos prisioneiros a legislação da Agência Nacional de Petróleo ANP que impede a produção em pequenas propriedades. Em segundo lugar, a ANP determina que todo combustível tem que passar por uma distribuidora impondo um irracional passeio do combustível com falso argumento que se perderia o controle de sua qualidade.

É preciso retomar o controle do setor, mudar a legislação e criar milhares de micro-destilarias integradas à produção de leite, alimentação animal, fertilizante para a lavoura e massa vegetal. Isto é uma decisão política e para que aconteça é necessário a organização de um movimento que tenha consciência do que é soberania nacional. Retomar a ideia da criação da Empresa Brasileira de Agro-energia.

Eduardo Dumont
Economista (Minas GeraisO


Palavras-chave: micro-destilaria;biocombustível;etanol

{Acessos: 124}
Recomende essa matéria pelo WhatsApp


Faça seu Comentário



Comentários
Nenhum comentário para esse conteúdo.
EDITORIAL:

Apoio incondicional à candidatura Haddad-Manuela e à coligação!
Pela composição mais ampla com todas as forças de esquerda, progressistas, nacionalistas e democráticas e dissidentes do regime ditatorial neoliberal e fascista! É preciso contar com as divergências do inimigo. É preciso emplacar Haddad no primeiro turno.
Receba nossa newsletter

Videos recentes
Suplementos Especiais
Links Recomendados
Matérias recentes
Noticias recentes
Batalhas de Ideias
Comunicação
Ganma Hispan TV Press TV Russia Today TeleSUR
Palavras-chave
J. Posadas - Obras publicadas
Leituras sugeridas
A FUNÇÃO HISTÓRICA DAS INTERNACIONAIS Del Nacionalismo Revolucionario al Socialismo Iran - El proceso permanente de la revolucion Iran - El proceso permanente de la revolucion La musica, El Canto, La Lucha Por el Socialismo
Desenvolvido por Mosaic Web
Recomendar essa matéria: