Home
Videos
Edições impressas
Jornais anteriores
Contato
Sobre nós
Homenagem à camarada Jeannine Polet
07 de outubro de 2006 Edições Anteriores Notícias
Recomende essa matéria pelo WhatsApp

Jeannine Polet durante uma campanha eleitoral

junto ao Partido Comunista Belga

 

Após combater duramente contra uma penosa enfermidade, nossa querida camarada Jeannine Polet, da seção belga posadista, nos deixou no dia 6 de novembro de 2006.

Jeannine dedicou toda a sua vida à luta pelo comunismo. Desde a sua juventude foi profundamente rebelde contra a miséria, as injustiças, as desigualdades e a guerras promovidas pela sociedade capitalista. De então, aderiu e participou da construção da IV Internacional Posadista, trabalhou por longos anos na elaboração do jornal “Lutte Ouvrière”, militou no sindicato CGSP devido à sua profissão de motorista de ônibus na STIB de Bruxelas, como uma das pioneiras e poucas mulheres neste ramo; atuou fortemente nos movimentos contra a Otan e a guerra.

Jeannine foi sempre uma batalhadora da unificação das forças políticas da esquerda e, particularmente da refundação do Partido Comunista e da reaparição do seu jornal “Drapeau Rouge” (Bandeira Vermelha). Nos últimos anos, Jeannine empenhou todo o seu talento gráfico e informático na obra de criação da página web da IV Internacional Posadista e à publicação das obras de J. Posadas.

A seção brasileira lhe rende uma comovida e calorosa homenagem, na recordação de sua presença plena de alegria e otimismo, militante dinâmica, comunicativa e animadora em todos nossos momentos de lutas e adversidades comuns.

Em sua homenagem publicamos o texto de J. Posadas ao lado, e em honra à vida revolucionária de todos os combatentes como Jeannine Polet, para quem “a vida sem a luta pelo socialismo não teria havido sentido”.

Junho de 2007

Recomende essa matéria pelo WhatsApp


Faça seu Comentário
Comentários
Nenhum comentário para esse conteúdo.
'
EDITORIAL:

A vitória de Pirro de Temer no Congresso e as Caravanas de Lula
O Brasil profundo dos trabalhadores, dos homens e mulheres do campo, das regiões interioranas, desce às praças e estradas espontaneamente para abraçar e festejar o seu verdadeiro e único presidente. A todos Lula passa uma mensagem de otimismo e de que é possível retomar o sonho de transformar o país
Receba nossa newsletter
Videos recentes
Suplementos Especiais
Links Recomendados
Matérias recentes
Noticias recentes
Batalhas de Ideias
Comunicação
Ganma Hispan TV Press TV Russia Today TeleSUR
Palavras-chave
J. Posadas - Obras publicadas
Leituras sugeridas
A FUNÇÃO HISTÓRICA DAS INTERNACIONAIS Del Nacionalismo Revolucionario al Socialismo Iran - El proceso permanente de la revolucion Iran - El proceso permanente de la revolucion La musica, El Canto, La Lucha Por el Socialismo
Desenvolvido por Mosaic Web
Recomendar essa matéria: