Home
Videos
Edições impressas
Jornais anteriores
Contato
Sobre nós
Sete Governadores podem formar rede democrática de TV e Rádio
17 de julho de 2018 Batalha de Ideias
Recomende essa matéria pelo WhatsApp

Publicado no http://www.patrialatina.com.br/sete-governadores-podem-formar-rede-democratica-de-tv-e-radio/

 

Brizola governador do Rio Grande do Sul em 1961, sem ter satélite e com apenas uma rádio nas mãos, criou a Rede da Legalidade em defesa da Democracia. Em apenas uma semana, a Rede contava já com a adesão de 150 rádios em todo o país. E conseguiu derrotar o golpe e assegurar
a posse do presidente João Goulart.

Beto Almeida*

Os governadores progressistas de sete estados têm em suas mãos a possibilidade de formar uma rede democrática de comunicação para, com o uso de satélite, fazer um jornalismo que respeite a Constituição e defenda a recuperação da democracia, denunciando todo entreguismo antipatriótico do governo Temer. E isso significa também, defender a liberdade de Lula.

Há várias tvs e rádios educativas, com sinal em satélite, que poderiam atuar de forma coordenada e em rede, praticando um jornalismo sintonizado com a verdade e com os princípios inscritos na Constituição, diariamente violados pela mídia comercial. A esquerda deixou escapar diversas oportunidades preciosas para fortalecer a mídia pública, democratizar a comunicação, obrigando a Globo a respeitar a Constituição. Porém, preferiu a insanidade de favorecê-la com montanhas de recursos públicos, que a Globo usou para derrubar o governo Dilma, perseguir o PT, destruir a CLT e entregar riquezas nacionais.

Existem hoje pelo menos 20 milhões de antenas  parabólicas no Brasil, que podem dar ampla difusão a um jornalismo e programação desta rede alternativa ao jornalismo golpista da Rede Globo. Isto já está em mãos dos governadores progressista, não é preciso aprovar nenhuma lei nova! Mas, para isso é preciso ter determinação histórica, tal como fez o governador Leonel Brizola (Foto)em 1961, sem ter satélite e com apenas uma rádio nas mãos, montando a Rede da Legalidade em defesa da Democracia. Em apenas uma semana, a Rede contava já com a adesão de 150 rádios em todo o país. E conseguiu derrotar o golpe e assegurar a posse do presidente João Goulart.

Esta proposta,  já apresentada no Encontro Nacional do FNDC no ano passado, na UnB, e que vem sendo defendida pelo Jornal Brasil Popular há mais de ano, se implementada,  poderia já ter criado uma disputa democrática de narrativas sobre os desastres que o golpismo de Temer tem causado ao Brasil. Além do que, poderia informar à sociedade, com o uso de tvs abertas e por parabólicas, sobre a perseguição ilegal que levou o Presidente Lula a ser preso injustamente, numa condenação montada diretamente   pela Rede Globo, que sempre hostilizou e condenou o ex-presidente, confundindo e desinformando os brasileiros

As tvs e as rádios já estão em mãos dos governadores progressistas e a formação desta rede, com uma programação libertadora e educativa depende de unidade das forças progressistas, decisiva agora e sempre, para convocar o povo brasileiro à luta pela libertação de Lula e pela retomada do processo de distribuição de renda e justiça social, que ele representa. A formação desta rede agora, depende apenas de decisão política, pois é prerrogativa dos governadores orientar a comunicação nas tvs e rádios Educativas. A gravidade do momento exige atitudes de coragem! Basta de lamúrias e sociologismo paralisante sobre comunicação. E é muito mais consequente e prática que convocar um improvável boicote à TV Globo.

 

 

Menos de dez famílias-empresas controlam 70% da mídia no Brasil. Três têm maior peso: a família Marinho (Rede Globo) tem 38,7% do mercado, o bispo da Igreja Universal Edir Macedo (maior acionista da Rede Record), tem16,2% e Silvio Santos (SBT) 13,4%. A família Marinho também é proprietária de emissoras de rádio, jornais e revistas (propriedade cruzada) Há 33 redes de TV identificadas no País, 24 delas estão sediadas em São Paulo. Famílias ligadas a políticos estão no comando de grupos de mídia. Levantamento mostra que 271 políticos são ligados direta ou indiretamente a redes de TV e suas afiliadas.

*Beto Almeida é um dos fundadores de Pátria Latina

 

 

 

 

 

 

 

 


Palavras-chave: Rede da legalidade;Brizola

{Acessos: 97}
Recomende essa matéria pelo WhatsApp


Faça seu Comentário



Comentários
Nenhum comentário para esse conteúdo.
EDITORIAL:

Apoio incondicional à candidatura Haddad-Manuela e à coligação!
Pela composição mais ampla com todas as forças de esquerda, progressistas, nacionalistas e democráticas e dissidentes do regime ditatorial neoliberal e fascista! É preciso contar com as divergências do inimigo. É preciso emplacar Haddad no primeiro turno.
Receba nossa newsletter

Videos recentes
Suplementos Especiais
Links Recomendados
Matérias recentes
Noticias recentes
Batalhas de Ideias
Comunicação
Ganma Hispan TV Press TV Russia Today TeleSUR
Palavras-chave
J. Posadas - Obras publicadas
Leituras sugeridas
A FUNÇÃO HISTÓRICA DAS INTERNACIONAIS Del Nacionalismo Revolucionario al Socialismo Iran - El proceso permanente de la revolucion Iran - El proceso permanente de la revolucion La musica, El Canto, La Lucha Por el Socialismo
Desenvolvido por Mosaic Web
Recomendar essa matéria: